Article Version of Record

Utilização de medicinas alternativas e complementares em Portugal: Desenvolvimento de uma ferramenta de avaliação

Complementary and Alternative Medicine Use in Portugal: Development of an Assessment Tool

Author(s) / Creator(s)

Carvalho, Cláudia
Cunha Lopes, Sara
Gouveia, Maria João

Abstract / Description

Objective: Complementary and Alternative Medicine (CAM) usage is increasing in developing countries. However, little is known about its use in Portugal. This report describes the prevalence of CAM use in a sample of Portuguese adults from Lisbon area. Method: One hundred and seventy four individuals (62% females and 37% males) with ages ranging from 20 to 80 years were inquired with a questionnaire designed to assess the use of a variety of mostly self-help CAM practices. Results: Seventy six percent of the individuals used CAM at least once in their lifetime, although 77% of participants reported having free or inexpensive access to a General Practitioner. The most commonly used CAM are natural products, massages, relaxation techniques and naturopathy, all above 20% of prevalence use. Consistent with the literature, CAM use was more prevalent among women, adults aged 30–69, higher educational levels, and monthly income between 1000€ and 1500€. Conclusion: The study provides some insight about the use of CAM in Portuguese adults and suggests the importance of further study in a larger sample of CAM usage in Portugal. The questionnaire should include a broader variety of CAM practices, as well as other health-related variables that literature suggests are related to CAM usage.
Objetivo: As Medicinas Alternativas e Complementares (MAC) são cada vez mais utilizadas nos países desenvolvidos, contudo desconhece-se a sua utilização em Portugal. O objetivo deste artigo é avaliar a extensão da utilização de MAC numa amostra da população Portuguesa na região da Grande Lisboa. Método: Cento e setenta e quatro indivíduos (62% do sexo feminino e 37% do sexo masculino) com idades entre os 20 e os 80 anos foram inquiridos com um questionário construído para avaliar o uso de várias práticas auto e hetero-administradas de MAC. Resultados: Os dados obtidos indicaram que perto de 76% dos inquiridos já utilizaram pelo menos uma vez alguma MAC, apesar de 77% ter médico de família. As medicinas alternativas e complementares mais utilizadas por esta amostra são os produtos naturais, as massagens, as técnicas de relaxamento e a naturopatia, com prevalências de utilização acima dos 20%. As mulheres, os indivíduos entre os 30 e os 69 anos, as pessoas com nível educacional superior, e as pessoas com rendimento mensal entre os 1000 e os 1500€ são os maiores utilizadores de MAC. Na generalidade os dados encontrados foram consistentes com os habitualmente reportados na literatura. Conclusão: Os resultados dão algumas indicações acerca do perfil de utilizadores de MAC e das práticas com fins terapêuticos mais utilizadas, sendo contudo necessário estudar amostras maiores. O questionário também beneficiará em ser expandido de forma a incluir mais práticas de MAC e questões adicionais relacionadas com saúde que possam estar associadas à utilização de MAC.

Keyword(s)

alternative medicine CAM use user profiles health medicinas alternativas e complementares terapias alternativas terapêuticas não convencionais perfil de utilizadores saúde

Persistent Identifier

Date of first publication

2012

Journal title

Psychology, Community & Health

Volume

1

Issue

1

Page numbers

81–94

Publisher

PsychOpen GOLD

Publication status

publishedVersion

Review status

peerReviewed

Is version of

Citation

  • Author(s) / Creator(s)
    Carvalho, Cláudia
  • Author(s) / Creator(s)
    Cunha Lopes, Sara
  • Author(s) / Creator(s)
    Gouveia, Maria João
  • PsychArchives acquisition timestamp
    2022-05-10T21:07:38Z
  • Made available on
    2022-05-10T21:07:38Z
  • Date of first publication
    2012
  • Abstract / Description
    Objective: Complementary and Alternative Medicine (CAM) usage is increasing in developing countries. However, little is known about its use in Portugal. This report describes the prevalence of CAM use in a sample of Portuguese adults from Lisbon area. Method: One hundred and seventy four individuals (62% females and 37% males) with ages ranging from 20 to 80 years were inquired with a questionnaire designed to assess the use of a variety of mostly self-help CAM practices. Results: Seventy six percent of the individuals used CAM at least once in their lifetime, although 77% of participants reported having free or inexpensive access to a General Practitioner. The most commonly used CAM are natural products, massages, relaxation techniques and naturopathy, all above 20% of prevalence use. Consistent with the literature, CAM use was more prevalent among women, adults aged 30–69, higher educational levels, and monthly income between 1000€ and 1500€. Conclusion: The study provides some insight about the use of CAM in Portuguese adults and suggests the importance of further study in a larger sample of CAM usage in Portugal. The questionnaire should include a broader variety of CAM practices, as well as other health-related variables that literature suggests are related to CAM usage.
    en_US
  • Abstract / Description
    Objetivo: As Medicinas Alternativas e Complementares (MAC) são cada vez mais utilizadas nos países desenvolvidos, contudo desconhece-se a sua utilização em Portugal. O objetivo deste artigo é avaliar a extensão da utilização de MAC numa amostra da população Portuguesa na região da Grande Lisboa. Método: Cento e setenta e quatro indivíduos (62% do sexo feminino e 37% do sexo masculino) com idades entre os 20 e os 80 anos foram inquiridos com um questionário construído para avaliar o uso de várias práticas auto e hetero-administradas de MAC. Resultados: Os dados obtidos indicaram que perto de 76% dos inquiridos já utilizaram pelo menos uma vez alguma MAC, apesar de 77% ter médico de família. As medicinas alternativas e complementares mais utilizadas por esta amostra são os produtos naturais, as massagens, as técnicas de relaxamento e a naturopatia, com prevalências de utilização acima dos 20%. As mulheres, os indivíduos entre os 30 e os 69 anos, as pessoas com nível educacional superior, e as pessoas com rendimento mensal entre os 1000 e os 1500€ são os maiores utilizadores de MAC. Na generalidade os dados encontrados foram consistentes com os habitualmente reportados na literatura. Conclusão: Os resultados dão algumas indicações acerca do perfil de utilizadores de MAC e das práticas com fins terapêuticos mais utilizadas, sendo contudo necessário estudar amostras maiores. O questionário também beneficiará em ser expandido de forma a incluir mais práticas de MAC e questões adicionais relacionadas com saúde que possam estar associadas à utilização de MAC.
    pt_PT
  • Publication status
    publishedVersion
    en_US
  • Review status
    peerReviewed
    en_US
  • ISSN
    2182-438X
  • Persistent Identifier
    https://hdl.handle.net/20.500.12034/5924
  • Persistent Identifier
    https://doi.org/10.23668/psycharchives.6607
  • Language of content
    por
    en_US
  • Publisher
    PsychOpen GOLD
    en_US
  • Is version of
    https://doi.org/10.5964/pch.v1i1.10
  • Keyword(s)
    alternative medicine
    en_US
  • Keyword(s)
    CAM use
    en_US
  • Keyword(s)
    user profiles
    en_US
  • Keyword(s)
    health
    en_US
  • Keyword(s)
    medicinas alternativas e complementares
    pt_PT
  • Keyword(s)
    terapias alternativas
    pt_PT
  • Keyword(s)
    terapêuticas não convencionais
    pt_PT
  • Keyword(s)
    perfil de utilizadores
    pt_PT
  • Keyword(s)
    saúde
    pt_PT
  • Dewey Decimal Classification number(s)
    150
  • Title
    Utilização de medicinas alternativas e complementares em Portugal: Desenvolvimento de uma ferramenta de avaliação
    pt_PT
  • Alternative title
    Complementary and Alternative Medicine Use in Portugal: Development of an Assessment Tool
    en_US
  • DRO type
    article
    en_US
  • Issue
    1
  • Journal title
    Psychology, Community & Health
    en_US
  • Page numbers
    81–94
  • Volume
    1
  • Visible tag(s)
    Version of Record
    en_US